domingo, 4 de setembro de 2016

Contradições televisivo-amorosas

Estava eu muito entretido com actividades de elevado nível intelectual, como o são reconhecidamente a cuspidela de pastilha elástica para o ar e a consequente tentativa de a apanhar com a orelha direita, quando achei que devia descer um bocadinho o nível e acomodar-me no patamar dos mortais. Pus-me a fazer zapping e parei no Canal Q. Canal quê?, perguntam vocês. Canal Q, respondo eu. Canal quê?, tornam a perguntar. Respondo Q. E ficamos nesta conversa de autistas o resto do dia, sem mais quê. Quê? O Q! Pronto, é só isto. Fim de post.
Hã? Ok, ok! Calem-se lá, galinholas da Índia! Eu brindo-vos novamente com o meu brilhantismo, não é preciso tanto barulho. Protejam-se, porque isto é coisa para aleijar com força.
Ora no referido canal estava a ser reposta a série que tem Nuno Markl e Ana Galvão como protagonistas, intitulada "Felizes Para Sempre". Não pude deixar de pensar na crueldade daquele nome tendo em conta que o casal já está separado há uns meses.
Será que a coisa tinha resultado melhor se o nome da série fosse "Amanhã Vamos Agredir-nos até à Morte Com uma Moca de Rio Maior Depois de Descobrirmos que Andamos a Trair-nos Um Ao Outro"?

31 comentários:

  1. É o que dá andar a fazer zapping, depois temos encontros indesejáveis e de remoer as entranhas, ainda mais logo pela manhã ;) "Q" isso é lá nome de canal?! Na verdade, as tuas hilariantes conclusões só poderiam resultar de semelhante nome :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não foi pela manhã, sabes? Foi no Sábado à tarde, o que revela o quão interessante é a minha vida :P
      O quê? O Q é canal que se desdenhe ou quê? Há ali muito talento. Fica a sugestão. Não tens de quê, é um prazer sugerir o Q :P

      Eliminar
    2. Ahahah, à tarde também se podem ter maravilhosas surpresas. Nunca desistas ;) Quanto ao canal, eu admito a minha total ignorância. Só por isso vou dar uma espreitadela, embora eu veja pouquíssima tv, excepto as séries da minha preferência que vou guardando indefinidamente:)

      Eliminar
    3. Exactamente! Havia até uma rubrica numa rádio muito popular que dava pelo nome de "À Tarde É Que É Bom". Eles lá sabem da vida deles :P
      Vai lá enriquecer-te para além das séries. Mas não fiques lá por muito tempo. Depois não sabes o que fazer a tanta riqueza cultural :P

      Eliminar
  2. Ou então:
    Separados é que estamos felizes para sempre. eheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também é boa sugestão, sim! Eu completaria ainda com "...E Ainda Partilhamos a Guarda de Cães e Filho" :P

      Eliminar
  3. Andas em boas companhias, aliás, canais, andas, andas :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma pessoa tem de beber de boas fontes de inspiração :P

      Eliminar
  4. «A cuspidela de pastilha elástica para o ar e a consequente tentativa de a apanhar com a orelha direita» foi modalidade na qual nunca me iniciei, nem conhecia, para falar a verdade ahahah
    Quanto ao título, não sei se resultaria melhor, mas se de todas as vezes que promovessem a série o tivesse que dizer, se calhar já se tinham separado há mais tempo para não perderem tanto tempo ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois devias, porque vai ser modalidade olímpica em Tóquio 2020. Quem sabe não terás para aí um talento oculto :P
      Provavelmente, ter-se-iam separado ainda mais cedo se tivessem de dizer o nome da série de todas as vezes que fosse anunciada, sim. Mas acho que isso não seria trabalho para eles. Entregavam a tarefa ao voz-off do canal. Canal quê? Canal Q, pois claro. :P O problema que eu vejo com o tamanho absurdo do título é só um: o voz-off esquecia-se a meio da citação. Amanhã vamos agredir-nos até à morte... com... com... com o quê, pá? Canal Q :P

      Eliminar
  5. Canal Q, nem sabia da existência de tal canal! Estou mesmo desatualizada... Pode ser que no fim da série se separem e sejam felizes para sempre!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sério? Está na posição 16 do MEO e já tem uns anitos. Foi de lá que partiu aquela polémica com o José Cid, num programa também com o Markl e que data de 2010. Por isso, confirma-se, estás desactualizada :P
      Olha, esse era o desfecho previsível, mas a série acabou antes da separação. A não ser que queiram fazer uma nova temporada só para chegar a esse ponto de ruptura :P

      Eliminar
  6. Credo, que visão macabra! :p
    Já agora, as mocas de Rio Maior são diferentes das outras? É uma questão de tamanho ou de forma? Ou de ambas as duas e mais algumas? Ahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comigo é só meiguice. Adoro criar na mente dos meus leitores imagens fofinhas :P
      A escolha das mocas de Rio Maior deve-se, essencialmente, a dois factos: o de serem as mais famosas e o de serem do Sul, o que garante, por si só, a sua grandeza. Até dispensam medições para se saber que são de facto as maiores :P

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Sempre muito habilidosa na escolhla de palavras e exímia na prática da do direito à privacidade, você :P Não tens de quê ;)

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Eu também. Achava que havia ali harmonia e tudo se conjugava perfeitamente. Olha, enganei-me.
      Mas também compreendo o lado dela. Não deve ser nada fácil lidar com humoristas :P

      Eliminar
  9. Canal Q? lolololol... andas muito bem informado, houve mesmo traição ali no meio? Cusca não é?! Eu sei, eu sei, mas gosto de saber destas coisas :p
    Realmente torna-se algo irónico o título do programa. E eles que andavam sempre a gritar o seu amor pelo FB, já nem no FB se pode confiar, caramba!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Canal Q, pá! :P Não tenho informações que consubstanciem uma traição, não senhora. Eles limitam-se a dizer que o amor que os unia continua a existir, mas adquiriu uma nova forma. Não sei mesmo se será em forma de chifres :P
      Realmente, o Facebook tem perdido a credibilidade que teve em tempos idos... :P

      Eliminar
  10. Esse tipo de títulos é sempre um bocado perigoso... é isso, e a mudança do estado civil no Facebook :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sõtora, introduziste aqui uma temática bastante interessante: a da volatilidade do estado civil no Facebook. O melhor é aguardar uns meses valentes para ver se a coisa se aguenta mesmo. Ainda assim, é extremamente perigoso. É que, de um momento para outro, a relação pode ruir :P

      Eliminar
    2. E a trabalheira de andar a tirar as fotos todas com o "ex-mais que tudo"? Meu Deus... que paciência :P

      Eliminar
    3. Ui, nem me fales nisso. É por isso que já existem empresas a dedicarem-se a essa tarefa. Prestam serviços na retirada de fotos do Facebook. Faz sentido. Para um grande problema tem de existir uma solução à altura :P

      Eliminar
  11. Desculpa que te diga mas esta tua publicação fez-me rir às mil gargalhadas,já agora,não tenho esse canal televisivo e não sou muito fã de assistir a séries,prefiro ver um bom filme!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó menina, precisavas de pedir desculpa era se isto te fizesse chorar! Aqui é mesmo para rir :P
      Ora é uma pena. Andas a perder um mundo :P

      Eliminar
    2. Infelizmente,não tenho esse canal televisivo!! Só tenho 15canais na meotv porque,neste momento,não tenho possibilidade nem dinheiro para ter mais,além disso,na aldeia,a meo é muito mais cara do que na cidade!! Sim,era pior se eu chorasse!! Rir alivia o nosso espírito!!

      Eliminar
    3. Melhores dias virão ;) Sim, o satélite acaba por encarecer o serviço de televisão.
      Isso! Tristezas não pagam dívidas. Alegrias também não, mas facilitam as prestações :P

      Eliminar
  12. Vi alguns episódios e até achava bastante graça. Tenho pena que se tivessem separado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, aquilo era giro e a Galvão revelou uma faceta de actriz que lhe desconhecia. É pena que se tenham separado, mas eles lá saberão o que é melhor para si mesmos

      Eliminar

Se vêm para contestar, fiquem quietinhos e caladinhos. Isto não é minimamente democrático e quem manda aqui sou eu! Por isso, só são permitidos afagamentos de ego, mas com jeitinho! Demasiada fricção deixa-me o pelo eriçado, tipo gato assanhado. Não é bonito!