quinta-feira, 21 de julho de 2016

São os loucos da província que nos fazem duvidar...

Para tudo existe uma boa explicação. Duvidam? Olhem o meu exemplo: eu sou doido varrido (ou lavado, se for ao dia 1 de cada mês), mas atingi esse estado porque não convivo com pessoas que "arrebanham bem".
Um vizinho meu andava a fazer qualquer coisa que requeria a utilização de um martelo. Enquanto manuseava o instrumento... pronto, eu vi logo que essas mentes perversas iam pensar noutra coisa! Não têm vergonha? Isto é um blog sério, que raio! Bem, dizia eu que ele utilizava a ferramenta (está melhor assim, está? Hum, acho que não quero saber a resposta) quando confundiu a cabeça de um dedo com a cabeça de um prego e cá vai disto. Chegou-lhe uma marretada tal que até a unha se partiu ao meio. Muito engraçado, não é? Porque não foi com vocês, seus sádicos!
Ora o período de recuperação foi algo demorado e durante esse tempo o homem andou com o dedo enrolado numa ligadura, que, de quando em vez, descobria para o molhar em água fria e assim aliviar as dores. Certo dia, estava ele entretido na tarefa já habitual quando a mulher, ao observá-lo, levanta a seguinte interrogação:
- Escuta lá, tu estás bom da cabeça?
A pergunta apanhou o marido e os restantes assistentes (eu incluído, pois então) de surpresa. O homem, com aquela cara de "what the fuck?!", fez uma careta e respondeu com outra questão:
- Então porquê?
A mulher, já mal contendo as gargalhadas e (desconfio eu) a bexiga, esclareceu-o:
- Então tu estás a molhar o dedo da mão que não tem nada e o que martelaste está seco?
Depois deste episódio, o meu vizinho não pretende abrandar o ritmo na eterna procura da inovação. Quer passar a usar as cuecas na cabeça e o chapéu para tapar o sol aos "países baixos", para além de colocar o vinho no prato e o ovo estrelado no copo. Para já, para já, ainda só calça o sapato do pé esquerdo no pé direito e o do pé direito no pé esquerdo. Afinal de contas, o caminho faz-se caminhando, não é?

14 comentários:

  1. ahaha! esse teu vizinho é qualquer coisa! ;)

    beijinho, adorei o blog e estou a seguir! segue-me também se quiseres!
    the-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É qualquer coisa de... fora do comum, digamos assim! :P
      Obrigado! Estás sempre convidada a voltar, mas não deixes migalhas quando comeres torradas! Eu andei a limpar isto há pouco tempo! :P
      Vou lá dar um pulo, sim! Beijinhos

      Eliminar
  2. E ainda há quem se admire de haver dentistas que, por engano ou distração, arrancam o dente bom ao lado do que dói...
    Se calhar o dedo do teu vizinho é "cumó" trotil, que rebenta por simpatia eheheh.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu agora deixava-te assustado se te dissesse que ele foi dentista e que agora está a dar aulas na Faculdade de Medicina Dentária, não deixava? vou poupar-te a isso" :P

      Eliminar
  3. eheheh...o poder da mente é, de facto, brutal! Aposto que ele se sentia mesmo muito aliviado :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infinitamente superior ao poder do martelo, como se pôde constatar :P

      Eliminar
  4. Tipo eu que arrumei , bem arrumadinhos uns comprimidos no frigorífico...

    ResponderEliminar
  5. OLha devias por a opção seguidores...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hmm, também estás linda, estás! :P Olha, e roupa do avesso? Ainda não? :P
      Recomendação seguida! It's done! ;)

      Eliminar
  6. LOL devia tar com calor no outro dedo :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou isso ou um tilt ao nível dos neurónios! :P

      Eliminar
    2. LOL tb e provavel que tenha sido :p

      Eliminar
  7. Opah, coitado, a dor devia ser tanta que lhe toldou o raciocinio! =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, sim! Tão forte que até já nem precisava de o molhar! :P

      Eliminar

Se vêm para contestar, fiquem quietinhos e caladinhos. Isto não é minimamente democrático e quem manda aqui sou eu! Por isso, só são permitidos afagamentos de ego, mas com jeitinho! Demasiada fricção deixa-me o pelo eriçado, tipo gato assanhado. Não é bonito!