quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Uma boa argumentação é tudo!

A minha sobrinha-pirralha continua relutante em despedir-se das fraldas. Os meses vão-se passando e... nada! Continua com o rabo mais enchumaçado que os peitos de uma adolescente fã da Wonderbra. Na tentativa de solucionar o problema, que afecta a qualidade do ar num raio de três quilómetros e obriga à utilização de máscaras antipoluição por parte da população local, resolvi estabelecer um diálogo com a criança que me permitisse compreender a razão da sua teimosia:
- Ó sobrinha-pirralha, porque é que tu não fazes cocó na sanita? - perguntei eu, num tom amistoso.
A criança suspirou, num misto de enfado e tristeza:
- "poque" tenho medo.
- Medo? Medo de quê? - insisti eu.
- Do "buaco"... - replicou ela, mantendo aquele ar de quem não gosta da interpelação, mas que não tem vontade de desarmar.
- Do buraco?! Qual buraco?
- Do "buaco" da "chanita", tio Lápis Roído! - exclamou, certa de que aquele argumento era demasiado forte para ser rebatido.
- Mas medo do buraco? Porquê?
- "Poque" eu tenho medo de cair "po buaco"! - lançando o seu derradeiro trunfo, pensando que este servia para sustentar a sua crença na fraldodependência.
E servia. O que pode um adulto dizer a uma criança que tem na mente a ideia que uma bola de bowling cabe num buraco de um campo de golfe, que um São Bernardo pode enfiar-se numa gaiola para hamsters e que o ego do Mourinho pode manter-se dentro do corpo do homem? Nada. Um adulto só pode esperar que a criança cresça e que perca a mola que lhe aperta o nariz e a impede de sentir o cheiro das suas obras-primas provenientes do pequeno nalgueiro.

50 comentários:

  1. Ahahah podes dizer à sobrinha que a seguras enquanto ela faz as suas necessidades até perder o medo de fazer sozinha! =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, e ela dá lá hipótese disso? Sai de perto de nós, desaparece por uns segundos e quando volta já traz o "presente". Não dá chance, acredita em mim =P Beijinhos

      Eliminar
  2. LOOL diz que se cair, ela nao passa do buraco pequenino :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não dá, não dá! Ela não se convence com os argumentos que puxem tudo para a realidade =P

      Eliminar
  3. eheheheh tem poder de argumentação :)

    Beijinho,
    Daniela Silva
    ❀ Diamonds In The Sky

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poder de argumentação e falta de olfacto =P Beijinhos

      Eliminar
  4. Está explicado por que razão os putos dantes deixavam a fralda mais cedo: atrás da moita não há "buacos". lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, não havia "buacos", mas podia haver malta a ver. Não era menos inibidor =P O tempo avança e os putos vão arranjando argumentos diferentes, acredita =P

      Eliminar
  5. Tudo a seu tempo, tio impaciente.... Há que respeitar os tempos da pequena :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ok, ok. Eu respeito os tempos dela quando ela respeitar as minhas narinas =P

      Eliminar
  6. Lápis, compra um penico à criança :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, ela tem. Penico, redutor da sanita, tudo. Acha que andar toda cagada é que é cool, que lhe hei-de fazer? =P

      Eliminar
  7. Isto só pode ter sido escrito por quem nunca caiu no buaco da sanita... É que só pode, mesmo!
    óBviamente* uso a sanita, mas ainda hoje tenho medo de lá cair, está bem?!

    *Não uso penico porque fico c'o rabo entalado, uma chatice, só te digo!
    Não uso redutor porque é pequeno para uma Mom tão grande. :D
    E não uso fralda por motivo óbvios... :P


    Agora a sério, é só uma questão de tempo. Mesmo.


    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, tens medo de cair no "buaco" também? Não sabia que tínhamos uma anã no meu blog. =P
      É uma questão de tempo, é. Diz isso ao meu nariz! =P

      Eliminar
  8. Eheheh a miúda bem tinha a sua razão!

    ResponderEliminar
  9. Se calhar ela está a sentir-se pressionada e se tem medo do "buaco", ainda é pior a emenda que o soneto. Quando for a altura, ela será capaz. Têm que aguentar, digo eu que não sou obrigada a conviver com o aroma dos deuses :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu cá acho que a história do "buaco" é só para nos aborrecer. Tirar-lhe uma fralda é um castigo. Nós perguntamos-lhe se ela tem cocó e ela diz que não, mesmo que o "Channel n.º5" se sinta a 200 metros de distância. Gosta de andar toda cagada, que se há-de fazer?
      Poooois! Sabes como se costuma dizer? Pimenta no cu dos outros é refresco para nós. Neste caso, não é de pimenta que se trata =P

      Eliminar
  10. Ontem comentei este post, esqueci-me de clicar no "Publicar".... Daqui a bocado já comento novamente mas desta feita vou ser radical e carregar no publicar, estou feita uma louca hoje xD

    ResponderEliminar
  11. Ora então escrevi aqui eu que acho que deves fazer uma espécie de simulação, vais com ela à casa de banho, sentas-te na sanita e dizes-lhe que se o tio Lápis Roído não caiu ela também não cai! Se bem que pelas argumentações que apresentaste da sobrinha-pirranha parece-me que ela te responderia qualquer coisa como: "Mas o tio Lápis Roído é mais maior grande do que eu", mas nada como experimentares, se o fizeres fico a aguardar o desenvolvimento da argumentação, ou neste caso, da contra-argumentação xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, meu Deus! Então tu foste mesmo carregar no "Publicar"?! Tão doida! O que é que vais fazer a seguir? Um "refresh" no Youtube? Uma identificação de pessoas no Facebook? Ai, tu tem cuidado, por favor! Não quero que te aconteça nada de mal, rapariga! =P
      Hum, isso é uma boa dica, sim. Ela pode mesmo contra-argumentar dessa forma... se sobreviver ao gaseamento proveniente da minha demonstração. Não sei porquê, mas algo me diz que o ambiente não será o melhor para manter discussões acesas, muito embora a ligação seja perfeita =P Sabes como é que se chama a isto? Conversa de... you know =P

      Eliminar
  12. Sim confere hoje enlouqueci carreguei no publicar (agarrem-me que sinto-me uma wild girl), mas contudo fazer refresh no Youtube carregando continuamente no F5 ou identificar malta no Facebook já é muito radical para mim, tem lá calma sff :P A demonstração que te sugeri não implicava esses pormenores, nem sequer uma demonstração real e ao vivo, fazias uma espécie de teatro não era necessário retirar nenhum acessório xD E sim conversa de... you know no seu best :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, wild girl, mas com travões. Fico muito mais descansado. Já viste se te pusesses nisso? Ainda deslocavas para aí algum dedo indicador ou aumentavas meia dioptria no olho direito! Actividades radicais podem ter consequências graves! =P
      Ah, bom. Podias ter dito antes... Sabes que eu tenho tendência para levar tudo à letra e depois dá nisto. =P posso sempre fazer o mesmo com um boneco empalhado que me represente. Estamos quase no Natal e é bom que comece a ensaiar o presépio =P Conversa de... you know... é mesmo comigo. Não procures noutro lado =P

      Eliminar
  13. Não leves tudo à letra mais não seja porque, como já dissemos, é uma conversa de... you know... xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, se calhar é melhor tentar retirar alguns significados não literais =P
      Eu tinha esperança que tu viesses pôr ordem nisto, mas a conversa não deixou de ser de... you know. =P Silly me! =P

      Eliminar
    2. Gostei dessa tua esperança na minha pessoa e da esperança do terminus da conversa de ... you know...:P Silly us xD


      Eliminar
    3. Eu sou uma pessoa cheia de fé na Humanidade e tenho sempre esperança que chegue aqui alguém capaz de me botar juízo na tola, mas depois vem a Kikas e é isto =P
      Antes assim que pior que nós. We are proudly silly =P

      Eliminar
  14. Juízo daqui já reparaste que não levas nenhum, nem eu deixo que leves! Silly Proud, c`orgulho :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu esperava que sacasse daí algum bocadito, mas já percebi que mais depressa te sacava uma unha que um bocado de juízo =P Não te atrevas a tentar levar nenhum daqui, hã? olha que se já tenho tão pouco fico na miséria =P
      Se não gostarmos de nós, quem gostará? =P

      Eliminar
    2. Quem não acredita na vossa conversa sou eu!!! Ahahahah, conversa de .. you know.. quantas vezes repetiram isto?! Ahaha

      Eliminar
  15. Ahah e o pior é que acho que ainda eramos capazes de repetir mais vezes... You know.... ahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então não éramos? Podíamos estar uma vida inteira nisto, porque a conversa de... you know não tem limites para nós. É isto e o Você na TV! =P

      Eliminar
  16. Amei a comparação do... you know... com o Você na TV :P Posse ser o Goucha? Adoro os outfits dele, só que não! P.S. O Goucha é do Você na TV? Ou é a Fátima Lopes? São tantos os programas da TVI que já existiam antes de eu nascer que perdi o fio à meada xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi bem estabelecida, não foi? É que a... you know é idêntica! =P Hum, para tu seres o Goucha tenho que ser a Cristina Ferreira? Epá, isto é um grande dilema... Não sei qual dos dois quero ou não ser nesta equação dos infernos! =P
      Sim, o Goucha é do Você na TV. A Fátima Lopes é à tarde =P Olha, porque é que não me convences quanto à tese de que nasceste depois da TVI? É que esse grande canal (?) surgiu no mal fadado ano de 1993 (ou terá sido 94?) e cheira-me que andas cá há mais tempo do que isso... Não sei, são suspeitas minhas... =P

      Eliminar
  17. Se surgiu em 93 já abrilhantava o mundo com a minha presença há 7 anos, se foi em 94 o mundo já se tinha rendido a mim há 8, portanto eu e a minha modéstia já tínhamos nascido :) Não percebo porque é que não queres ser a Cristina Ferreira, é só saber gritar, não é assim tão difícil! :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, suspeitas confirmadas! Se tivesses nascido há 8 anos no fatídico ano de 93 (está confirmado como o da criação da TVI), era capaz de jurar que éramos gémeos separados à nascença, tal é a propensão que temos para a conversa de... you know! (Eu não te disse que era menino para estar nisto o dia todo? =P)
      Ah, não me dá jeito ser a Cristina Ferreira. Para além de me escangalhar as cordas vocais, saía-me caro no cabeleireiro. Manter aquela cor de cabelo não é para todas as bolsas, que pensas tu? Tirando isso, era perfeito... ou não. =P

      Eliminar
  18. Se tiveres nascido 8 anos antes do fatídico ano de 93 não há sombra de dúvidas que somos gémeos, sem qualquer tipo de questão... you know...:P Em relação à manutenção da cor de cabelo aconselho-te a comprares a coloração numa loja do chinês sai mais barato, também há a hipótese de sair algum cabelo mas encara isso como danos colaterais xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uh... A não ser que tenham mudado a definição de gémeos e a tenham transformado em "irmãos com um ano de diferença", não podemos ser gémeos. Isto está para aqui uma grande... you know! =P
      Pois, o barato tem tendência para sair caro, sabes? Comprava uma tinta barata e depois via-me obrigado a comprar uma peruca cara =P Sim, sou capaz de ter de procurar alternativas na vida. Não dou para Cristininha. Já tu para Goucha... =P

      Eliminar
  19. Ohh a sério que não dá para sermos gémeos com um ano de diferença? Que grande.... you know... :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Segundo o significado do termo, acho que não. Atenção: acho, não tenho bem a certeza. Podem ter mudado o a definição e eu não ter conhecimento disso. A língua portuguesa não é uma grande... you know, mas é traiçoeira =P

      Eliminar
  20. A Chic`Ana quando vir que ainda andamos nesta conversa de... you know até vai levar as mãos à cabeça, mas nós avisámos que podíamos andar nisto o dia, ou os dias vá, inteiro(s) :) Quanto ao facto de não podermos ser gémeos ainda não estou totalmente convencida, vou investigar melhor o assunto :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Chic' Ana? E os outros desgraçados que clicaram no "Notificar-me"? Já nos devem estar a rogar pragas e a dizer "que grande... you know... que estes dois estão para aqui a fazer" =P
      Olha, então investiga lá isso com carinho. E aproveita para pedires uma bolsa de investigação. Acho que é dinheiro bem investido por quem procura respostas científicas a problemas por nós despoletados =P

      Eliminar
  21. Pois é... Coitados... É melhor acabarmos com esta conversa de... you know... Faz lá outro post para esbardalharmos esse também xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por muitas voltas que sejam dadas, a conversa vai continuar a ser de... you know... Aqui ou noutro post =P
      Já tenho um novo post de... you know... a escrutínio desde ontem =P

      Eliminar
  22. Pobre criança! Ela tem toda a razão! Quando olha para o fundo da sanita, pensa: "Meu Deus, não me quero aventurar nisto! Prefiro fazer as minhas necessidades confortavelmente a correr o risco de cair para aquela escuridão" e pronto, tadinha, "Tio Lápis Roído", tem dó da pequena!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pobres adultos aqueles que têm de levar com o cheiro pestilento! Oh, qual escuridão? Ela é mas é manhosa que se farta e arranja estas desculpas. Putos! =P

      Eliminar
    2. Tem de vir para minha casa! Junta-se ao meu primo e corre tudo bem ahah

      Eliminar
    3. Ou então não corre, ou então não corre... =P

      Eliminar

Se vêm para contestar, fiquem quietinhos e caladinhos. Isto não é minimamente democrático e quem manda aqui sou eu! Por isso, só são permitidos afagamentos de ego, mas com jeitinho! Demasiada fricção deixa-me o pelo eriçado, tipo gato assanhado. Não é bonito!