sábado, 1 de julho de 2017

Encomenda frágil

Depois da derrota de Portugal frente ao Chile, Cristiano Ronaldo abandonou de imediato os trabalhos da Selecção. Com a concordância de Fernando Santos e da estrutura directiva da Federação Portuguesa de Futebol, o capitão luso foi dispensado para poder ver os filhos recém-nascidos e já não participará no jogo de atribuição dos 3.º e 4.º lugares da Taça das Confederações.
Ao contrário do que faz o comum dos mortais, CR7 não irá à maternidade. Basta-lhe chegar a casa, dirigir-se à garagem e abrir o caixote transportado pela DHL.

7 comentários:

  1. Respostas
    1. A diversão... O que é que ele irá fazer? Pô-los na estante dos brinquedos do Cristianinho? =P

      Eliminar
  2. Quando eu for grande também quero ser assim :)

    ResponderEliminar
  3. É algo um pouco estranho... mas.. quem pode, pode!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estranho deve ser o nome do meio do rapaz =P Beijinhos

      Eliminar
  4. Tivesse eu na vida, o dinheiro que ele tem num ano, fazia uma encomenda parecida ;)

    ResponderEliminar

Se vêm para contestar, fiquem quietinhos e caladinhos. Isto não é minimamente democrático e quem manda aqui sou eu! Por isso, só são permitidos afagamentos de ego, mas com jeitinho! Demasiada fricção deixa-me o pelo eriçado, tipo gato assanhado. Não é bonito!