quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Não brinquem com o meu opttimismo

Hoje acordei muito bem-disposto. Levantei-me, espreguicei-me e dirigi-me à janela. Abri os estores e vi que lá fora estava um nevoeiro cerrado. Sorri. Não era problema para mim enfrentar uma manhã fria e desagradável do ponto de vista meteorológico. Virei costas ao rebuliço da rua e preparei-me para começar mais uma jornada de luta. Não o podia fazer, contudo, sem verificar antes que dia do mês é o de hoje.
25 de Janeiro.
Parei. Faltam 1455 dias para o tio Donald ir marrar com os cornos na Trump Tower e deixar de nos azucrinar a cabeça. Depois tomei um Prozac e voltei para a cama.

24 comentários:

  1. Confesso que... tive bastantes saudades tuas e destes posts que me despertam sempre um sorriso! Bem vindo novamente!
    Estou a ver que o frio não te apanhou, nem a ti, nem á tua boa disposição!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu confesso que não fui tocado pela mesma sensação! PP Brincadeirinha. É claro que também tive saudades tuas. É engraçado constatar como me fazem falta as pessoas com quem tenho interagido nos últimos tempos, ainda que nunca as tenha conhecido pessoalmente. =) Obrigado pelo carinho, querida Ana. Um beijinho

      Eliminar
    2. É verdade, são laços que se criam e que são valorizados, mesmo que inconscientemente!
      Beijinhos

      Eliminar
    3. A blogosfera, afinal, até pode ser um espaço bem bonito. Quem diria? =) Beijinhos

      Eliminar
  2. Falaste, está falado!
    Eu respeito o teu optimismo lool

    Bjocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Palavra de "King" é para ser respeitada =P Beijinhos

      Eliminar
  3. Fizeste bem, nunca se sabe o que poderão dar estes 1455 dias...
    Já tinha saudades desse teu bom humor :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E, a acontecer qualquer coisa, mais vale que me apanhem a dormir. Pelo menos, não dou por nada =P Obrigado. Eu também tinha saudades dos teus simpáticos e sempre atentos comentários =)

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Se tivermos como termo de comparação a idade do Universo, sim, está quase =P

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Azar dos azares, estão apenas a começar. E já estamos tão fartos!

      Eliminar
  6. Tiveste uma alucinação? ;) Abraço Lápis!
    P.s. Esta parece ser também uma opção: http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/remedio-anula-memoria-para-esquecer-o-trauma-ej6ljzmgiaoczos4zlokwy2xa
    O que achas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é isso que acontece aos esquizofrénicos? =P
      Ah, muito obrigado pela sugestão! Parece-me mesmo boa ideia, já que o trauma é grande =P
      Sê bem-vinda! ;))

      Eliminar
  7. Para além de ter amado o "contra chatos não há medicamentos", ainda amei mais a maneira como escreves. Directo mas com classe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Well, well, well! Temos aqui um belo lote de elogios! Conselho: passa a vendê-los e ficas rica! =P Muito obrigado! Sê muito bem-vinda! Faz como se estivesses em casa! ;)

      Eliminar
    2. Se quiseres, eu continuo a dar. Não gosto de ganhar dinheiro com essas coisas porque não dá trabalho, haha.

      Vou seguir, não quero perder nada do que se passa por aqui. Se quiseres, faz o mesmo.

      Eliminar
    3. E ainda és amiga de dar! Ora é maltta assim que faz falta ao mundo em particular e ao meu blog em geral! Ou será ao contrário? =P Mais uma vez, obrigado pela preferência. Já estou sintonizado no teu também ;)

      Eliminar
  8. Nem fales nada, ainda nem um mês passou e já estou faritnha dele e a querer que lhe aconteçam coisas más. "Rais" de coisa que nos havia de acontecer...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já passou quase um mês e ainda ninguém lhe acertou o passo... Absolutamente impressionante, tendo em conta a quantidade de pessoas interessadas em fazer-lhe a folha.

      Eliminar

Se vêm para contestar, fiquem quietinhos e caladinhos. Isto não é minimamente democrático e quem manda aqui sou eu! Por isso, só são permitidos afagamentos de ego, mas com jeitinho! Demasiada fricção deixa-me o pelo eriçado, tipo gato assanhado. Não é bonito!